Notícia

29/06/2020

Caso Rafael Mateus: após novo depoimento mãe deve ser indiciada por homicídio doloso

A mãe de Rafael Mateus Winques, de 11 anos, encontrado morto em Planalto, Alexandra Dougokenski apresentou uma nova versão dos acontecimentos e admitiu ter estrangulado o filho, segundo a Polícia Civil.

 

Alexandra prestou novo depoimento, no último sábado, 27 de junho, em Porto Alegre. O objetivo era confrontar a versão apresentada durante a reconstituição do crime, ocorrida em 18 de junho.

 

O diretor da Divisão de Inteligência Policial e Análise Criminal do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), delegado Eibert Moreira Neto, disse que Alexandra resolveu trazer uma confissão real do que de fato ocorreu e também esclareceu a motivação do crime que para a Polícia Civil já era extremamente clara.

 

Em coletiva de imprensa, a Polícia Civil apresentou a versão apresentada por Alexandra.

 

Moreira Neto contou que Alexandra relatou durante o depoimento que após já ter repreendido Rafael pelo fato de estar passando diversas noites em claro mexendo no celular, “fato que já vinha incomodando”, resolveu ministrar o remédio para que o menino dormisse.

 

Alexandra teria ido para cama por volta das 2 horas acordou e viu que Rafael ainda estava acordado mesmo após ter tomado o medicamento. “Naquele momento ela perdeu o controle da situação e resolveu de fato estrangular ele”, afirmou o delegado.

 

Ainda de acordo com Eibert, Alexandra colocou a corda para estrangular o filho ainda na cama, com o menino vivo. Rafael se debateu, conforme informou o delegado, caiu e machucou a costela, que acrescentou que o menino tem uma lesão comprovada na necropsia.


No novo depoimento, a mãe disse que não conseguiu acompanhar a cena. Saiu do quarto e deixou o menino asfixiando. Quando voltou viu que estava desfalecido.

 

- Ela foi no quarto, pegou a sacola porque não conseguia ver o rosto dele, e cobriu o rosto -, disse Moreira Neto.

 

Segundo o depoimento de sábado, 27 de junho, a suspeita não teria arrastado Rafael com a corda para o pátio da casa vizinha, como havia inicialmente afirmado. Alexandra teria pego o menino no colo e lavado para a casa do vizinho, porque sabia que ali havia uma caixa.

 

De acordo com Eibert, ficou muito claro para a Polícia Civil, durante as investigações, que Alexandra é uma pessoa "extremamente perfeccionista e metódica". A mulher “gostava de dominar a situação, com os filhos e com as pessoas do convívio dela. Tudo que saía fora da normalidade, para se tornava uma situação de extremo incômodo".

 

O irmão de 17 anos de Rafael, que estava na casa na noite do crime estaria acordado, mas com fones de ouvido, e não ouviu a movimentação. "Não houve uma participação dele", diz Eibert.

 

Com este novo depoimento, a investigação da morte de Rafael Mateus deve ser encaminhada pela Polícia Civil como homicídio doloso — quando há intenção de matar – já que Alexandra mudou a versão que vinha sustentando até então, de que não teve intenção de matar o filho.

 

 

 


Fonte: Grupo Chiru, com informações do G1 e GaúchaZH

Link para voltar para a página anterior
Top 5
  • 01

    A Gente Fez Amor

    Gusttavo Lima

  • 02

    Cometendo Loucuras

    Rainha Musical

  • 03

    Te Gusta

    MC Kevinho

  • 04

    Levando o Troco

    Banda Doce Pecado

  • 05

    Don't Start Now

    Dua Lipa

Aniversariantes

Previsão do Tempo

Cotação do Dia

08/07/2020 - Quarta-Feira
Soja
103,50
Milho
42,00
Trigo
55,00
Arroz
00,00

Enquete

Botão para ver o resultado da enquete

Agenda

    Nenhum evento encontrado.
Link para ver todas as agendas
Telefones: (55) 3748-1528 ou (55) 9918-6555
E-mail: contato@ervalseco.com
Š 2013 ErvalSeco.com - Todos os direitos reservados